Atividade Avaliativa - alcool e drogas

Atividade avaliativas em duplas. Escolha um colega e poste no sistema Moodle. As duas pessoas da dupla devem enviar o arquivo. Esta atividade computará, além da nota avaliativa, a frequência do estudante. É de responsabilidade do estudante observar os prazos para a submissão do trabalho. Prazo de realização: Uma (01) semana.

A partir da vinheta abaixo e considerando os conteúdos abordados na aula:

a)       Aponte, em um parágrafo, quais as direções e abordagens possíveis a partir do que Cleber classifica como problema.

b)      Confeccione cinco perguntas ou observações adequadas para serem utilizadas na anamnese de Cleber.

 

Vinheta:

 

Cleber tem 30 anos, mora em um conjunto habitacional com a família – esposa e um casal de filhos. Trabalha como cobrador de ônibus em uma empresa local. Tem conseguido manter-se nesta profissão desde os 20 anos, quando “tomou vergonha na cara, largou a vadiagem e casou”. Na sua adolescência, pertenceu a uma “turma da pesada”, fez pequenos furtos e iniciou o uso drogas de todos os tipos, mas nunca foi pego. A partir desta mudança de vida, tem tentado se afastar e esquecer os velhos parceiros. Dessa época só trouxe uma coisa: a cocaína. Usa de vez em quando (1 ou 2 vezes por semana), quase sempre cheirada (se bem que prefere o “baque” - injetável), mas isso é mais difícil, por causa da mulher. Quando usa, está sozinho e fora de casa, em algum banheiro público. Não quer que ninguém descubra. A mulher desconfia, cobra, mas ele diz que as marcas nos braços já são antigas e que, às vezes, dão coceira; por isso, parecem recentes. Ela finge que acredita e ele confirma que ela não entende nada disso. Até hoje, revelou apenas a uma pessoa: um médico que consultou por causa de uma palpitação no coração que sentiu depois de uma “sessão de baque”. O médico recomendou muito que ele parasse, que se internasse para parar de usar cocaína, mas ele acha que, se está conseguindo se regular a ponto de continuar sua vida e seu trabalho por 10 anos, não há motivo para parar. O médico o encaminhou para fazer um exame anti-HIV, mas ele não acha que possa ter AIDS, pois está muito bem e resolveu não fazer.