Fórum vídeoaula 5

Coronavírus e Teoria dos Sistemas

 
Imagem de Luiz Fernando Nieuwenhoff Schefer (202000637)
Coronavírus e Teoria dos Sistemas
por Luiz Fernando Nieuwenhoff Schefer (202000637) - Saturday, 21 Mar 2020, 10:47
 

Bom dia professor.

 

Muito obrigado pelo vídeo. Parabéns pela iniciativa que é fruto do seu trabalho e dedicação.

 

Problemas como os causados pela pandemia do Covid19 transformam os sistemas em que vivemos. Podem e causam a morte de vários subsistemas. 

Minha questão é quais elementos das teoria dos sistemas podem nos ajudam a explicar - 1. O atual momento em que vivemos com esse vírus, que altera radicalmente a nossa rotina e o nosso sistema e subsistemas. 2. Como podemos pensar no reequilíbrio do sistema a partir dos ensinamentos de Parsons e dos outros atores?

 

Forte abraço para o professor e para toda a sua família!

 

Imagem de Mauricio Roque Serva de Oliveira
Re: Coronavírus e Teoria dos Sistemas
por Mauricio Roque Serva de Oliveira - Sunday, 22 Mar 2020, 12:26
 

Muito obrigado, Fernando, tentarei continuar nessa linha.

1) A teoria dos sistemas pode nos fornecer insights importantes para compreender a crise atual, como, por ex., a interrelação profunda entre as diversas esferas da vida social. Porém, se refletimos mais profundamente, essa teoria mostra claramente os seus muito limites diante dessa mesma crise, por ex., ela não dá conta da agência de "não-humanos" no âmbito da agência dos próprios humanos. Até o presente, somente a sociologia pragmatista, em suas diversas vertentes, consegue inserir a agência dos "não-humanos" na análise dos fenômenos sociais.

2) Sinceramente, não concebo o reequilíbrio do "sistema" (recorrendo a Parsons e a outros sistemistas) em se tratando, principalmente, da sociedade contemporânea, a qual é plena, e cada vez mais, de desequilíbrios que agora têm rapidamente consequências e reverberações mundiais, devido à integração comunicacional e à intensa mobilidade de pessoas - fenômenos com intensidade nunca alcançada antes. A "saída" de Parsons, apostando tudo na homogeneização dos valores, não apresenta qualquer possibilidade de reequilíbrio numa época em que a crise e o forte debate sobre os valores enseja a aceitação da pluralidade dos mesmos, embora isso não seja nada fácil em razão da tradição do autoritarismo; estamos ainda aprendendo a lidar com a pluralidade de valores, de estilos de vida e de comportamentos. Penso que viveremos incessantes desequilíbrios, os quais testarão a nossa capacidade de viver profundamente, e como nunca antes, a democracia, e também de aceitar a incerteza. Afinal, nós vivemos, quer queiramos ou não, numa fase histórica de decadência de uma civilização.

Eu estudando
Re: Coronavírus e Teoria dos Sistemas
por Silvio de Freitas Barboza (202000641) - Sunday, 22 Mar 2020, 16:58
 

Boa tarde, Professor e Fernando.

Bela reflexão sobre o contexto atual em que vivemos aplicado à teoria de sistemas. Pedro Demo nos diz que a teoria de sistema tem sua contribuição, mas é insuficiente para dar conta da realidade. Fiquei "curioso" sobre a agencia de "não humanos" na realidade social, a que se refere?

Abraço em vocês! à distância.

  

 

Imagem de Mauricio Roque Serva de Oliveira
Re: Coronavírus e Teoria dos Sistemas
por Mauricio Roque Serva de Oliveira - Sunday, 22 Mar 2020, 17:57
 

Silvio,

Até pouco tempo atrás, as ciências sociais sempre se concentrou na ação dos seres humanos, considerando assim como passivos todos os não-humanos (objetos, equipamentos, animais de todos os tipos, vegetais, artefatos de modo geral, etc.) com os quais os humanos interagem. Enquanto passivos, não são dignos de destaque na análise da ação social. Este era o único ponto de vista de todas as correntes das ciências sociais.

Entretanto, o desenrolar da sociedade impactada pela tecnociência fez emergir há pouco tempo abordagens que põem em destaque as imposições, processos, impactos e consequências da "ação" dos não-humanos sobre a própria ação humana, descortinando assim novos posicionamentos e métodos de geração de conhecimento sobre a sociedade atual que reconhecem a agência dos não-humanos. Veja, por ex., a introdução da tecnologia da informação nas nossas vidas cotidianas e, principalmente, no trabalho nas organizações; podemos, hoje, trabalhar sem esses artefatos e sem seguir a sua lógica?

O primeiro autor de renome mundial que sistematizou essa nova visão da ação social foi Bruno Latour, com a denominada Teoria do Ator-Rede. A sociologia pragmatista, enquanto abordagem científica, também adota seriamente tal posicionamento. É quase que uma "revolução" nas ciências sociais.

Anexo uma interessante tese em adm. defendida no mês passado em SP, da qual participei da banca. O autor analisa, com base em Latour, uma organização (oficina mecânica) situada em Teresina. Vale consultar.

Imagem de Mauricio Roque Serva de Oliveira
Re: Coronavírus e Teoria dos Sistemas
por Mauricio Roque Serva de Oliveira - Monday, 23 Mar 2020, 12:55
 

Silvio,

Segue um link (https://www.dropbox.com/s/8ykpelkd573jg86/Tese%20Gilberto%20Sales%20Vers%C3%A3o%20Final%20.pdf?dl=0) para mais uma tese recente em adm., esta defendida aqui na UFSC, que faz uma excelente análise dos não-humanos, bastante atualizada.

Bom proveito!

Eu estudando
Re: Coronavírus e Teoria dos Sistemas
por Silvio de Freitas Barboza (202000641) - Monday, 23 Mar 2020, 13:30
 

Grato pela atenção e partilha, professor. Vou olhar sim as duas Teses. O tema é muito interessante e pode proporcionar outros olhares sobre os nossos objetos de análise, Abração!

Imagem de Magela Duarte Just (202000638)
Re: Coronavírus e Teoria dos Sistemas
por Magela Duarte Just (202000638) - Monday, 23 Mar 2020, 16:06
 

Boa tarde, prof e colegas,

Nessa mesma linha, os fatores não humanos nos colocam em situações muitas vezes, como no presente momento, levadas ao limite da racionalidade e à aceitação ou não de situações que podem retirar ou tornar nulos os 'controles' ou hierarquia nas tomadas de decisões com detrimento do equíbíbrio e continuidade dos sistemas e normas como hoje conhecidas. Pergunto: até que ponto estamos dispostos a conciliar os múltiplos interesses? 

Imagem de Mauricio Roque Serva de Oliveira
Re: Coronavírus e Teoria dos Sistemas
por Mauricio Roque Serva de Oliveira - Monday, 23 Mar 2020, 20:02
 

Magela,

Questão realmente instigante! Particularmente, penso que sobre os interesses, não me concentro em conciliação, mas prioritariamente em debate aberto, com transparência e possibilidades totais de expressão, visando alcançar acordos pelo menos provisórios. Acredito que aí reside o difícil, porém válido, caminho para o fortalecimento da democracia. No polo oposto está a indisposição de enfrentar/debater abertamente o choque de interesses: o autoritarismo, em todas as suas vertentes, desde as mais explícitas às dissimuladas.