Aula: 24.04

Diário de Bordo

Diário de Bordo

Visualizando versão #2 da página
(Restaurar esta versão) 

Modificado: 5 May 2014, 21:12 PM   Usuário: Karina dos Santos Timboni (201401036)  → Imagem de Karina dos Santos Timboni (201401036)

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA

ENSINO DE CIÊNCIAS: CONTRIBUIÇÕES DA EPISTEMOLOGIA

DR. FREDERICO FIRMO DE SOUZA CRUZ

ERICA DIAS E KARINA TIMBONI

 

Diário de bordo – aula dia 24/04

 

 

Na aula anterior o professor pediu que criássemos questões sobre o capítulo 4 do livro do French – Justificação e começamos nossa aula com as questões pedidas.

 

O que é ser verificável? Qual o papel da hipótese?

 

Vimos que não necessariamente se precisa de experimentos para que uma teoria seja verificada, o importante é o fato de ser possível de se verificar. E nem sempre a verificação vem antes da teoria ou durante a mesma, para haver verificação necessita-se delimitar o objeto de estudo em questão.

E sobre as hipóteses, o fato de poder se criar hipóteses não torna a teoria verificável, pode se cair em teorias não científicas.

 

Como conceber uma pergunta científica?

 

Para tornar uma pergunta científica geralmente ela traz uma metodologia de investigação. Então verificável e investigável demarcam a ciência. Onde o objeto delimita a investigação, pois nas ciências humanas a verificabilidade não precisa necessariamente de experimentos.

 

O que se ensina nas escolas?

 

Ensina-se o conhecimento estabelecido, as grandes teorias, mas não se ensina do jeito que os grandes cientistas trabalharam por exemplo.

 

Após as questões o professor foi ao quadro esclarecer alguns conceitos do capítulo 4, sobre a diferença entre o que é verificado e verificável, isto pode ser entendido da seguinte maneira:

 

Verificado: – Pode ser confirmado

ou

-- Pode ser negado

 

Verificável: Tem possibilidade de ser verificado

 

Porém, ambas precisam de critérios de demarcação e não tem garantias.

 

Para Popper:

- O princípio para se delimitar o que é ciência é o fato de se ter uma questão crucial/fundamental na teoria que possa ser questionada (falseada/verificável), então isto pode fazer com que uma teoria seja descartada.

- Não se deve demarcar ciência com critério metodológico.

- Uma boa teoria é aquela que tem pontos cruciais.

- A lógica não garante a validade das teorias.

 

E vale lembrar que: Confirmado e negado não significam que o que foi feito não é científico.

 

 

Mas qual o papel dos instrumentos e experimentos na ciência?

 

Na construção de um instrumento/experimento não se pensa apenas na utilidade, mas também na teoria que vai utilizar ou mesmo na reflexão necessária para construí-lo. Eles podem potencializar os sentidos e corrigir os problemas da teoria.

 

Como discutimos em sala o diário de bordo é uma construção coletiva e este texto está aberto para sugestões e modificações.