T1: cadastre tua equipe e teu tema!

Divisão em equipes por tema para T1

Alguns temas sugeridos são delineados em baixo. Em princípio vcs podem adaptar estes às suas preferências desde que sirvam para ampliar o banco de dados de espécies agroflorestais e apresentar um resumo daquilo para a turma (ver orientações detalhadas no bloco "Avaliação"): 

1a) formar um grupo de aprox. 2-3 pessoas e definir um tema relevante para qualquer um dos SAFs trabalhados em aula (SPA, Ressacada, ou Ratones) que ainda não esteja cadastrada na tabela em baixo; OU:

1b) escolher uma equipe+tema já cadastrada em baixo com menos de 3 pessoas inscritas; e

2) clicar em "editar" e cadastrar teu nome e email (e o tema refinado, se for o caso);

3) entrar em contato com o teu grupo imediatamente para distribuir equitativamente e cumprir com as tarefas necessárias para completar a cobertura temática escolhida no banco de dados CEA.

Ressalto que não adianta para vcs lotarem as tarefas que já tém muita gente, ou sair correndo de tarefas que tém pouca gente, pois terão a mesma carga de trabalho, porque se vcs não escolhem como redistribuir-se entre as tarefas, eu vou ter que reorganizar as tarefas para equilibrar tamanhos de grupos e alocar pessoas. Todas as equipas precisam ser cobertas e não pode ter mais que um grupo trabalhando o mesmo tema. Esse procedimento permitirá o maior valor didático para todos. 

Divisão em equipes por tema para Tarefa 1

Visualizando versão #32 da página
(Restaurar esta versão) 

Modificado: 4 November 2014, 14:41 PM   Usuário: Vinicius Bortolini Jubett (10103314)  → Imagem de Vinicius Bortolini Jubett (10103314)

 

Equipe Tema (título) Delineação do Público Alvo:  Beneficiários intencionais (quem poderia utilizar diretamente esse trabalho?) Colunas e linhas de CEA a serem sistematicamente preenchidas com a pesquisa
# Nomes + e-mails
1

Shantau Stoffel
Shantau1@gmail.com

Carlos Mergen
carlosmergen@hotmail.com

 Melissa Aurelle aurellemelissa@hotmail.fr

 Espécies florestais passíveis de implemento em SAFs para tipologias florestais de Santa Catarina.

 Desenvolvedores e orientadores de SAFs.

 
2
Thiago/thiagoskisantos@hotmail.com
Matheus/mbussolo0@gmail.com
ThiagoEzio/thiagoo_ezio@hotmail.com
Vicent Mello / vicentmello@hotmail.com
Joao Paulo rodriguesflorestal@gmail.com
 
 
Análise de algumas espécies de CITRUS adaptáveis ao litoral subtropical úmido (como a Grande Florianópolis) com seus respectivos períodos (início e fim) de maturação de frutos; região estudada na fonte bibliográfica; abrangência potencial climática e edáfica; requerimento de luz ou sombra; processamento/ perecibilidade/ técnicas para manejo, colheita, conservação e comercialização do fruto; requerimentos específicos de condições ambientais, manejo, etc; fontes potenciais de sementes/mudas;  Produtores Rurais, Profissionais Extensionistas e de Assistência Técnica, alunos de cursos correlatos e público geral interessado na área.   
3
 Rafael/rafaelaraujooo@hotmail.com
Maira Severo/ mira_sevand@hotmail.com
Rafael Tokarski (pos) rafatoka@gmail.com,  Annaline Curado (pos) anninha.piccolo@gmail.com,
Max Levy / maxlevymax@gmail.com
Variedades de ABACATES adaptáveis ao litoral subtropical úmido (como a Grande Florianópolis) com seus respectivos períodos (início e fim) de maturação de frutos; região estudada na fonte bibliográfica; abrangência potencial climática e edáfica; requerimentos específicos de condições ambientais, manejo, etc; fontes potenciais de sementes/mudas;     
4
 Vinicius B. Jubett <wbjsurf@hotmail.com>
Camila Argenta (pos) < borboletadedoisinfinitos@gmail.com>
Espécies de FONTES DE AMIDOS adaptáveis ao litoral subtropical úmido (como a Grande Florianópolis) com seus respectivos períodos (início e fim) de maturação de órgãos colhidos para amido; região estudada na fonte bibliográfica; abrangência potencial climática e edáfica; requerimento de luz ou sombra; processamento/ perecibilidade/ técnicas para manejo, colheita, conservação e comercialização do produto; requerimentos específicos de condições ambientais, manejo, etc; fontes potenciais de sementes/mudas;     Produtores rurais, peri-urbanos, urbanos, extensionistas, e todos interessados.  Propagação, Plantio, Época de Plantio, Potencial Climático e Edáfico, Usos, Manejo, Colheita, Rendimento e Armazenamento.
5  Cassio (pos), andre (pos), Giulia Estatus de conservação (categoria IUCN) e potencial de invasão na Grande Florianópolis (lista de espécies invasoras de SC/BR) e mundialmente (www.invasive.org) de todas as espécies no banco de dados CEA com links diretos para a página oficial da fonte confiável que registra o estátus atualizado    
6
1)Vanessa Samara Petry: vanessaspetry@yahoo.com.br

2) Beatriz Miranda:
beatrizmirandarj@gmail.com

 Espécies Herbáceas adaptadas ao litoral Sub-tropical úmido (Grande Florianópolis), e as diversas formas de propagação Produtores rurais e urbanos Coluna de propagação de toda a lista de herbáceas.
7

Jacinto Noé (G)-jacintonoe@hotmail.com

Cesar (G) - cesarpasqualetti@hotmail.com

Aruana (PGA):aruana_couto@hotmail.com

Todas características possíveis para: Caju, Butiá da praia, Acácia (negra?). Jóvens e Mulheres Rurais; Agentes de ATER e Educadores do Campo. Todas as colunas vagas acessíveis
  Trivella, Bruna (Pos), Garbriela Orofino Plantas de restinga com uso agroflorestal e potencial de restauração ecológica: Gestores de UCs, comunidade da zona de amortecimento de UCs, agricultores e comunidades tradicionais  síndrome de dispersão (coluna nova); floração; frutificação; espécies classificadas como exóticas invasoras (coluna nova); status de conservação.